domingo, 15 de julho de 2007

Definições impensadas...


O trem de idéias que é provocado por uma palavra é, as vezes, inexplicável. Espero que não se importem com meu pensar em voz alta...

Hoje ao ler posts do Flávio e do Ernesto e os respectivos comentários me achei começando a usar o termo ‘foda’ para descrever uma situação ruim. Cheguei a escrever as primeiras duas letras, mas parei subitamente. Comecei a pensar por que haveria de usar ‘foda’ para entitular algo ruim. Afinal foder é uma das três melhores coisas da vida de acordo com a Martha Medeiros e eu concordo plenamente...

Resolvi pesquisar um pouco e encontrei a taxação de vulgar para o termo, além de definições como sair-se muito mal; entrar pelo cano; danar-se... Assemelha-se ao ‘Fuck you!’ em inglês. Entretanto, encontra-se ‘copular’ como sinônimo que por sua vez é definido como ligar, ajuntar, unir, acasalar, em português e a mesma palavra em inglês é definida como fazer amor.

Onde e/ou quando copular ficou vulgar, tornando-se foder e relacionado com algo ruim, feio, pecaminoso...? Pessoalmente, mesmo que me pegue usando de vez em quando, não gosto do termo – técnico ou não. É vulgar. Faz de um dos atos mais bonitos do ser humano uma coisa feia e vulgar. Em inglês, temos o termo ‘make love’ que hoje em dia usa-se também em português – fazer amor – e é sinônimo de algo belo, lindo, gostoso – um ato de amor. E mesmo se e quando não é por amor, continua sendo algo belo, lindo, gostoso...

Os termos transar, dar, foder entraram no nosso cotidiano acompanhados de um sentimento de proibido, de feio... Coisas da sociedade em que vivemos. Vamos dar, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor. Esse sim é o maior tesão. Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar... Experimente amar e ser amado e não ter vergonha de usar o termo ‘fazer amor’ ou qualquer outro, mas como sinônimo de coisa boa! E não use o termo para definir ou descrever coisas ruins, nem tecnicamente!!

12 comentários:

Estrelinha disse...

É por isso e muito mais que admiro essa mulher(mãezona)!!!Concordo plenamente com vc Anne!
Beijo!

Amanda Arthur disse...

Entre o foder, o foda e o fodido acho que existem sutis diferenças. Para o primeiro concordo contigo: a palavrinha é mais usada para esculhambar do que pra valorizar o making love... Já o foda e o fodido, pelo menos para minha geração, tem muitas e muitas vezes uma conotação positiva e que, acostumados que estamos com ela, usamos sem pensar. O cara é foda ou é fodido quer dizer que ele é muito bom no que faz ou em algo, certo?! Então, depende do contexto e acho que usar ou não também depende do contexto, apesar da mocinha aqui raramente proferir qualquer uma das versões...

Anne M. Moor disse...

Foda e fodido com essas conotações eu não conhecia... :-) I AM an old lady... rsrsrsrsrs Mas mesmo assim a pergunta continua... Com uma língua tão rica, a troco do que nós usamos - a pergunta é um tanto retórica mas... I wonder...
Maravilha te ver de volta por aqui Amanda... como estão vcs os dois?

Jorge Lemos disse...

Anne:
A Amanda bateu na tecla certa: existe diferença gritante entre
a Poda, o Poder e o Pedido.
Será que exerguei bem?

Udi Tarora disse...

Bem lembrado, Amandita!

disse...

Anne, tú é phoda...
Bjao

zuleica-poesia disse...

Querida Anne- Concordo em gênero, número e grau com você. Mas utilizo "transar", sem remorso. Um beijo- zuleica

Anne M. Moor disse...

Eu também Zuleica. Transar me parece um termo carinhoso pra algo sublime... e resolve várias coisas da vida moderna...
Jorge: Enxergaste muito bem :-)
Lú: Obrigada rsrsrsrs...
A todos: Eu gosto de pensar em voz alta, o que em ocasiões de minha vida me trouxe alguns 'problemas'... :-) E refletir sobre linguagem me é especialmente gostoso...
Beijos

Ernesto Dias Jr. disse...

se foda fores
no foder
e fodida fores
ao foder
foda-se o termo
que fazendo amor
te foderei

Anne M. Moor disse...

Hahahahahahahaha Ernesto... You are quite something!!! Poeta sempre...

É! disse...

adorei compartilhar de seus pensamentos Ann! Acho que vc faz pouco isso por aqui, apesar de sempre fazê-lo com doces poesias!!
Pois é... sabe que me peguei tendo que explicar a um amigo argentino que nada falava de português o "FODA" e foi muito engraçado!
Chegamos à conclusão de que a expressão facial para o "foda" que dizíamos ditava a conotação da frase:
isso é foda! :(
ou
isso é foda! :D
rsrsrs
Mas é verdade... Acho que prefiro ficar só com o lado BOM da foda... (aff!)

Anne M. Moor disse...

Erica, qdo comecei o meu blog era como se fosse um saco de pancadas. Qdo eu estava triste, angustiada, brava, feliz, etc eu postava um poema que espelhava meus sentimentos e pensamentos, assim compartilhando a beleza da poesia com outros e me acalmando. Continuo a fazer isso, mas tbm a escrever, que adoro, e que não tinha tempo antes de me aposentar... Que bom que gostas de andar por aqui...
Bjos