segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Pontes

O mais difícil na vida é aprender a atravessar pontes. Muitas vezes construídas por nós mesmas.

Obstáculo não é a ponte nem o rio, obstáculo maior são os sentimentos. Eles sim provocam comportamentos misteriosos que muitas vezes não entendemos. Fechamos portas e janelas inconscientemente para nos proteger, talvez, que passam a ser as pedras do rio na travessia. Quando a correnteza é mais forte elas se movem para acomodarem-se mais adiante no fluxo da vida e quando, enfim, abrem passagem, compreensão clara de seu papel explode como um foguete.

Abrem-se, então, outras portas e janelas, que nos dão, ao mesmo tempo, uma visão do sentido da vida e caminhos novos a serem tomados. Levanta-se um peso da alma e abrimo-nos para ir em frente. Fica uma nostalgia gostosa e um entendimento de por que as conseqüências são as que se fizeram presentes, não podendo ser diferentes, mesmo relutando em aceitá-las.

A mola propulsora dessa travessia foi sempre o amor. Ora fantasiado de revolta, de solidão, de mágoa, de dor, de saudade, mas, certamente amor. O coração descansa. E a vida recomeça.

© Anne M. Moor – 2007
Figura: atuleirus.weblog.com.pt

11 comentários:

Udi disse...

"A ponte não é prá ir nem prá voltar.
A ponte é somente atravessar
Caminhar sobre as águas desse momento

A ponte não é de concreto.
Não é de ferro, não é de cimento
A ponte é até onde vai o meu pensamento"

Lenine

zuleica-poesia disse...

Encantador esse texto sobre "Pontes". Pode também se transformar em um pesadelo... para voltar a ser uma delícia de sonho! A memória do vestibular também está na minha mente. Saudade! O pai realizando o sonho do filho também foi muito emocionante!Abraços da zuleica. (Obrigada pelas suas visitas.)

Camila G.dos Santos disse...

Aiii...Anne...esse texto sobre a ponte caiu em cheio pra mim hj!!Parece até coisa do "acaso"...hauhauhau...muito lindo o texto...a vida é assim mesmo:)

bjs!!!!!!!!!!

Camila G.dos Santos

Ernesto Dias Jr. disse...

Pega um tronco de árvore e joga no chão. A gente anda sobre ele só de brincadeira.
Ponha o mesmo tronco sobre um abismo fundo, e quem coragem terá de?
Temores e riscos mudam as gentes.

Ti disse...

Anne,

Perfeito!! Decidir o caminho pode ser simples... Fazê-lo é o mais difícil!!

Anne M. Moor disse...

Udi: Tens a música? Manda se tens... Que letra linda, como tudo do Lenine...
Zuleica: que bom que vc gostou.
Camila: A vida é uma roda gigante...
Ernesto: ... e fazem viver...
Ti: Se foi!!!!!!!

Flavio Ferrari disse...

Texto lindo, a ponte ...
Aponta,
Desponta,
Pontua...

Jorge Lemos disse...

Anne:
O velho Camões disse:
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
muda-se o ser, muda-se a confiança:
Todo o mundo é composto de mudança,
tomando sempre novas qualidades!

Este o sentido da ponte real que sempre contruimos.

disse...

È mesmo o amor que faz reviver à Fenix.Amor`a vida.

Anne M. Moor disse...

Uma conversa com a Maria na sexta feira enquanto absorvíamos as energias da Lagoa, na praia, fez vir a tona algumas coisas que eu não queria enxergar :-) Mas foi bom e esclarecedor e estarrecedor ao mesmo tempo, além de provocador do texto. Thanks Maria!
Obrigada pela 'leitura' do texto...
Bjos ternurentos...

Udi disse...

É isso mesmo, Anne!

(demorou mas encontrei o post!)

Impressionante que ambos - "Consciência" e este - me "pegaram" e eu não pude deixar de comentar já à época da postagem.