sábado, 26 de abril de 2008

Escolhas


Escolhas emergem de relações calcadas em uma caminhada de vida. Curta ou longa. Consciente ou inconsciente, mas mesmo assim, escolhas. Olhamos ao nosso redor, voltamo-nos para dentro e encontramos tantas coisas! Burburinhos... Conturbações... A maior parte das vezes as ‘escolhas’ nos pinçam sem que saibamos nem como, nem por que. Um dia acordamos e, como uma explosão, uma verdade estarrecedora se nos apresenta. Bom? Ruim? Depende. Às vezes tão bom, outras um desastre. Inconscientemente, mas, entretanto, fica flutuando em frente ao nosso coração como se fosse uma provocação. E é. Uma sedução surrealista! Seguem-se vários anos de sofrimento e um crescimento e abertura para o mundo. Abrem-se janelas. O mundo, repentinamente torna-se um lugar bom, agradável, aconchegante e horas e horas são preenchidas com companhia, carinho, sedução e amor, ainda que inesperado e surpreendente. Dois anos de um estar juntos sem estar que preencheu vidas. Tão repentinamente quanto começara, apareceram ruídos nas linhas, e escolhas novamente foram feitas. Mal feitas diria eu hoje, mas certamente necessárias – nada é por acaso.
E assim processa-se a vida. Momentos bons, felizes e momentos sofridos de solidão. É um vai e vem que nos embala feito pêndulo de um relógio marcando o tempo. E as escolhas continuam... Será?

© Anne M. Moor

11 comentários:

A.Tapadinhas disse...

A nossa vida precisava de ter duas teclas, a de delete e a de replay. Podia ser assim como a lâmpada de Aladino que se podia utilizar très vezes. Era uma maneira rápida de corrigir os erros que todos cometemos...
Espero não errar: um beijo!
António

PS. Obrigado, génio! :)

Anne M. Moor disse...

Hahahahaha e como se chama a pessoa que faz o pedido??? :P Gostei da idéia das 2 teclas, especialmente "delete". Mas, por outro lado, a vida não seria tão interessante... :-)
Beijos e bom domingo!

disse...

De qualquer maneira dispomos do play e do stop.
Temos que aprender a usar.
Aprendizado da vida inteira....

Anne M. Moor disse...

Especialmente do stop, Lú!! :-)

Suzana disse...

Ultimamente tenho usado muito a tecla "pause break" ! kkkk

bjs

ANA disse...

Mañana intentaré entender todo lo que dices aquí, es largo y necesito concentración y claridad de mente, ahora estoy cansada.
Un beso de buenas noches Anne,
ana

Anne M. Moor disse...

Suzana, 'pause' é... ahã...

Ana: te faço uma tradução...
Bjos às duas

ANA disse...

No acabo de entender el texto, se trata de las opciones que uno toma en la vida?
Un beso.
ana

Anne M. Moor disse...

Sí Ana, te mandé por e-mail una traducción para el inglês...
Besitos

Raquel Neves de Mello disse...

No momento, por causa de um gaucho maravilhoso, prefiro a tecla slow down.

Anne M. Moor disse...

E viva os gaúchos!!! Be happy!!