quinta-feira, 7 de maio de 2009

♫ Venham dançar comigo! ♫


Dançar ao som do tango, do bolero, do samba,
do rock, do twist, do baião, do forró,
mexe com o imaginário, o corpo e a alma.

Levita-se com a mágica do som e voa-se
num bater de asas em passeios pela vida,
enquanto os enigmas aquietam-se.

O movimento de pernas, braços, quadris, pés
levam-nos em viagens musicadas sem fim,
esquivando das nuvens nos céus da imaginação,
pulando as pedras no leito dos rios que fluem
em excursões quentes de um bailar sem fim.

© Anne M. Moor

24 comentários:

Suzana disse...

...enquanto os enigmas aquietam-se

Esse é meu medo!heheheh

bjs

Angela disse...

"Viagens musicadas sem fim"

E no teu poetar, vejo um enlace entre todos os temas.

Bom te ver assim levitando.
Beijo grande e saudade!

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Anne! Não existe nada melhor e mais prazeroso do que viajar no mundo da imaginação, principalmente, com alguém que a gente ama.

Muito lindo. Parabéns!

Beijos,

Furtado.

Anne M. Moor disse...

Suzana,
Deixa os 'enigmas' sossegarem... rsrsrs

Beijos

Anne M. Moor disse...

Angela! Que maravilha a tua visita... :-)

A tua imaginação está afiada minha amiga...

Saudade tbm. Beijão

Anne M. Moor disse...

Furtado,
Obrigada! A música é um aliado do amor.

Abração

Sabrina Davanzo disse...

Lindos seus poemas, Anne!
Adorei o blog!

Anne M. Moor disse...

Volta sempre Sabrina. Serás sempre muito bem vinda.

Beijo

A.Tapadinhas disse...

Agora já percebo a tua paixão pela música: é a tua costela de Carmen Miranda...
:)
Beijo musical.
António

Anne M. Moor disse...

Igual que a tua!

Beijos tbm musicados :-)

Barbara disse...

Os deuses estão contigo.
Pois dizem que não se deve confiar em quem não dança - nem que seja prá si mesma , aliás, é sempre assim!

Anne M. Moor disse...

Bárbara,
Amém!

Beijos

Flavio Ferrari disse...

Gosto de dançar, mesmo acompanhado .
E para quem estranhar a afirmação, o fato é que a dança solo é hipnótica; uma forma de meditação.

Anne M. Moor disse...

É Flávio, eu tbm... Mas o dançar solo, sendo uma meditação é uma delícia!

Beijos

Cris_do_Brasil disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C. disse...

Gosto dos seus textos pq nao usa palavras rebuscadas e complexas, sao textos curtos, enxutos, coisa de quem sabe o valor de um espaço.

Ernesto Dias Jr. disse...

E viva o forró!
Feliz dia das mães pra você também!

Anne M. Moor disse...

Cris
Obrigada! Gosto sim de poemas curtos, tanto de escrever quanto pra ler e delirar...

Abraços

Anne M. Moor disse...

Ernesto,
Obrigadão! Foi realmente maravilhoso o meu dia hoje...

Beijão

Avassaladora disse...

Anne, dá vontade de sair bailando, ao ler seu poema... Um bailado pela vida... pelo amor...

Já no finzinho do dia...
Parabéns a mamãe Anne... Que Deus abençoe sempre vc!

Beijos e carinhos!

AC Rangel disse...

Dança. Prazeres da vida. Corpos colados, movimentos ritmados, simetria, balanços, afinidades.
Compartilhar desejos...
Beijo

Anne M. Moor disse...

Ava,
Obrigada minha amiga! Pra você tbm.

Beijos

Anne M. Moor disse...

Rangel,
Desejos ao som de ritmos diferenciados e corpos em sintonia...

Beijos

Angela disse...

Anne,
Já meio no finzinho do nosso dia...
Sei que o teu foi do jeitinho que você merece.
O meu também foi muito bom, perto da minha mãe e do meu filhote.
É tão bom olhar pra nossa cria e com uma potinha de orgulho pensar: Nessa, eu acho que acertei mais do que errei!
Beijão e parabéns!