terça-feira, 5 de maio de 2009

Vento


vento que te quero
varredor de teias
da minha vida!

vento que te quero
dedilhando meu cabelo
em rajadas intensas!

vento que te quero
escancarando meus olhos
para fitar longe!

vento que te quero
companheiro, parceiro
de horas de mim!

© Anne M. Moor - 18/02/2008
Foto: BMW GS Adventure do meu filho

19 comentários:

Suzana disse...

Os dois são lindos!
hehehe
bjs

Avassaladora disse...

Vento que te quero, acendendo as chamas do meu coração...

Anne, ventos que levam as tristezas para bem longe e traz de volta a felicidade!

Moça, vc me encanta com tanta beleza poética!

Beijos e um lindo dia!

Anne M. Moor disse...

Suzana,
Também acho kkkkkkkk

Beijão

Anne M. Moor disse...

Avasaladora,
Já andaste em moto ou jeep sem capota? O vento na cara faz um bem danado, além de inspirar poeticamente rsrsrs

Obrigados mil

Beijos

Janaina Brum disse...

Teu poema me lembrou a música "Invento". do Vitor Ramil:

Vento
Quem vem das esquinas
E ruas vazias
De um céu interior

Alma
De flores quebradas
Cortinas rasgadas
Papéis sem valor

Vento
Que varre os segundos
Prum canto do mundo
Que fundo nao tem

Leva
Um beijo perdido
Um verso bandido
Um sonho refém

Que eu não possa ler, nem desejar
Que eu não possa imaginar

Oh, vento que vem
Pode passar
Inventa fora de mim
Outro lugar


Beijinhos com a neblina de satoleP!

Avassaladora disse...

Sim Anne, já andei!

Nada se compara a velocidade aliado ao vento!!!
Braços que se se enroscam, na desculpa de segurar, e se prende em um doce abraço!
Uma estrada a beira mar...

Ah, menina, um baú cheio de recordações!!!

Vamos parar por aqui...rsrsrs

Beijos e carinhos!

Anne M. Moor disse...

Janaína
Que lindo poema a letra do Ramil! Não conhecia esta música dele...

Beijos colega :-)

Anne M. Moor disse...

Ava, Avinha :-)

É melhor mesmo rsrsrsrs Mas que o vento é bom ah isso é...

Beijos

Cadinho RoCo disse...

Dê asas ao vento e sinta o voar leve e solto nesse espaço sem fim.
Cadinho RoCo

A.Tapadinhas disse...

Palavras leva-as o vento!

O Sol traz o sentimento?

Cada vez mais os teus poemas estão depurados: "só" têm o essencial...

A Arte é simples...

Beijo.
António

Anne M. Moor disse...

Sempre Cadinho!

Obrigada pela visita.

Beijos

Anne M. Moor disse...

António, meu amigo!
A arte é uma delícia e as palavras e as cores à disposição de nossas almas...

Obrigada!

Beijos

C. disse...

Só uma poeta esmerada para falar assim do vento.

rm disse...

"The answer, my friend, is blowing in the wind..." (Dylan)


(escrevi certo, professora?)

Anne M. Moor disse...

C
Eu, poeta esmerada... Nãooooo eu sou aquela que gosta de poetar e de me escrever pra me entender...

Obrigada amiga!

Anne M. Moor disse...

rm
E como tá blowing in the wind!!!

Certíssimo... Música linda!

Beijos

Ernesto Dias Jr. disse...

Ói eu aqui traveis, poetisa.

Anne M. Moor disse...

Meu amigo sumido!!! Que bom te ver por aqui poeta...

Beijão

C. disse...

Falsa modéstia nao amiga, eu nao escrevo e nao sei uma vírgula poética!!! hoho