quarta-feira, 16 de março de 2011

Sentires


Viajar em direção à luz que acena
Nem sempre traz o calor de sonhos

Mas reanima afetos a nos abraçar

Quereres não muito bem entendidos
Pairam nos dias e noites estreladas

Sentires enigmáticos rodeiam
um viver de intimidade e sorrisos

© Anne M. Moor

18 comentários:

avesemasas disse...

Boa tarde Anne,
voltou em forma e inspirada, lindos sentires!

Beijinho,
Ana Martins

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

ANNE, SENTIRES É UMA OBRA-PRIMA, PARA OS MILÊNIOS... UMA GEOGRAFIA DO AMOR... ABRAÇOS COM TERNURA, JORGE

Anne M. Moor disse...

Ana, obrigada amiga!

bjos
Anne

Anne M. Moor disse...

Jorge B.

Tu fazes um bem pro meu ego rsrsrsrs

Obrigada. Beijos
Anne

Tânia Marques disse...

Anne querida, tenho parentes em São Lourenço do Sul. Vi que a natureza reagiu violentamente às agressões que sofre lá por aquelas bandas. Não sei o que será do planeta se o homem não pensar e agir em prol de uma vida autosustentável, sem ganância, sem exploração do homem pelo homem e do homem pela natureza. Beijos em teu coração. Estou te seguindo.

Anne M. Moor disse...

Tania

Seja bem vinda e volte sempre.

beijos
Anne

Batom e poesias disse...

Quereres não muito bem entendidos
e sentires enigmáticos?

Isso anda parecendo paixão.
:)

Gostei.
bj
Rossana

Anne M. Moor disse...

Rossana

Paixão e amor de mãos dadas acho... :-)

bjos
Anne

A.Tapadinhas disse...

Como é que Rossana adivinhou...

...apesar de ser através de uma ligação de computador?

Para mim, isto já é o sétimo sentido!
:)
Beijo,
António

J. Lemos disse...

Anne
Ao "Sentires" s imagem traduz
o inspirado poema.
Bom voltares.

Lemos

Anne M. Moor disse...

António

rsrsrs Tu já aprendeste a me ler no meu poetar!

beijos sorridentes
Anne

Anne M. Moor disse...

Jorge L.

Obrigada meu querido.

beijos
Anne

Luna Sanchez disse...

A gente nunca se entende completamente, né, Anne? Mas compreender-se (e aceitar-se) é mais importante, de fato.

Beijo, beijo.

Anne M. Moor disse...

Luna dear

Compreender-se e aceitar-se é mais fácil dizer do que fazer as vezes, especialmente quando o capeta anda rondando!!!

beijos rsrsrs
Anne

Soraya Chaude disse...

é isso fazer amor com as palavras. sonhar e dizer o que a boca cala o coração escuta e a alma grita, assim sou eu.

Anne M. Moor disse...

Soraya

Seja bem vinda e volte sempre que quiser.

abraços
Anne

Pelos caminhos da vida. disse...

Vim retribuir sua visita, espero que volte mais vezes, assim como eu farei tb, gostei daqui...

beijooo.

Anne M. Moor disse...

Pelos caminhos da vida...

Que bom. De certa forma os dois blogs têm a vida em comum. :-)

Volte sempre.

beijos
Anne