sábado, 14 de maio de 2011

Giros

Por vezes giros insanos
A deixar tonta, desorientada
Em busca do viver
A música do instigante
A tontear o passo.

Em outros um passear
Calmo e refletivo
Num andar pensativo
O silêncio a aconchegar
Alma e coração.

A junção de música
E silêncio em um
Viver intenso e apaixonado
Traz à tona momentos
De prazer amadurecido.

© Anne M. Moor
Imagem da internet (Google images)

10 comentários:

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, ensina-me a amadurecer sem deixar de florescer... Sua poesia é fertilidade do amor na terra cheirosa que beijou cedo o orvalho;
Abraços com ternura, Jorge: direto da Upop-JA

Anne M. Moor disse...

Jorge B.

E teu comentário um poema! Obrigada e bom trabalho no Upop-JA.

bjos
Anne

A.Tapadinhas disse...

Os teus poemas são feitos de mudanças de estados de espírito, tal como a vida, na palavra de Camões:
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

A tua qualidade é o prazer amadurecido.

Beijo intrigado*
António

*Como é que apareceste no blogue do amigo Outono? E não fizeste sequer uma referência à minha fotografia?

Anne M. Moor disse...

António

You make me laugh!!! Já vou consertar minha gafe terrível...

Sorte tua e dele que pudeste estar junto nesse momento bonito!

beijos consertados :-)
Anne

Graça Pereira disse...

Gosto do " silêncio a aconchegar a alma e o coração"...É assim que amadurecemos!
beijo
Graça

Anne M. Moor disse...

Graça

As vezes acho que não amadurecemos nunca rsrsrsrsrs

beijão
Anne

Carlos Eduardo Leal disse...

Lembro que quando criança adorava o carrossel, talvez por causa do giro. O mundo girava e eu ia feliz com ele. Os giros têm me conduzido até tuas doces poesias, Anne. Uma viagem ao mais interior de mim mesmo.
Um beijo e um carrossel de carinhos :))

Anne M. Moor disse...

Carlos Eduardo

Obrigada! Fico feliz que meu poetar te leva nessas viagens!

Eu viajo sexta para Niterói :-) Vou passar o final de semana com a Sílvia e amigas.

bjo
Anne

AC Rangel disse...

Tão feliz de te ver assim tão amadurecida, tão cheia de prazer.
Vida, Anne. Nada supera o prazer de viver...
beijo
e
obrigado por tudo...

Anne M. Moor disse...

É Rangel

O prazer de viver é algo a ser cultivado e aproveitado. Todos podemos.

Beijão
Anne