segunda-feira, 27 de junho de 2011

Sons


Chuva na vidraça
Mar na orla
Vento entre as árvores
São sons que me deliciam.

O chiar da chaleira
O borbulhar do fervido
O estalar do assado
Trazem água na boca.

O crepitar do fogo
O som de música
O ranger da cama
Suscitam aconchego.

© Anne M. Moor

10 comentários:

Solange Maia disse...

pude ouvir daqui...

hoje tudo aqui remete ao aconchego...

palavras para sentir !

beijo Anne... saudade.

Anne M. Moor disse...

Olá Solange! Saudade tbm. Tenho estado ocupada E angustiada e, portanto, um pouco afastada daqui :-)

beijão
Anne

Renata de Aragão Lopes disse...

Delícias da audição...

Um beijo,
Doce de Lira

Anne M. Moor disse...

Renata
Seja bem vinda ao Life... Living... e volte sempre, sente, pegue um café e delire junto comigo!

Os sentidos são nossos mestres.

beijos
Anne

Carlos Eduardo Leal disse...

Sons quase imperceptíveis, mas não para uma alma atenta e sensível como a sua. :))
Bjs
Carlos Eduardo

Anne M. Moor disse...

Carlos Eduardo

Minha alma por vezes me prega peças!!!

bjs
Anne

Luna Sanchez disse...

Por esses dias tenho me deliciado com o barulhinho do queijo derretendo na torrada...nham!

=)

Beijocas!

Anne M. Moor disse...

Luna

hmmmm delicious! :-)

bj
Anne

AC Rangel disse...

Perfeito, Anne. E o que pde ser melhor que o aconchego. Aconchego pressupõe estado de paz, de carinho, de calor, de prazer...
Aconchego para todos...

beijo

Anne M. Moor disse...

Rangel

Aconchego é o apogéu de muito carinho e amor.

bjs
Anne