domingo, 28 de outubro de 2012

Na diversidade ...



Mesmo sabendo que somos diferentes
vez por outra as caraminholas dançam
uma rumba no meu peito que irrefletido
levanta o tom querendo cair em cobranças!

Êta emoções descontroladas e tolas
amor não se enxerga na presença, ainda
que na ausência sinta-se na alma
é só 'escutar'...

© Anne M. Moor

7 comentários:

Graça Pereira disse...

Diferentes (ainda bem..) mas tão iguais no amor e nas emoções!
Beijocas e uma semana feliz.
Graça

Anne disse...

Graça

É isso!

beijão
Anne

Adilson - Rio de Janeiro - Brazil disse...

maravilhoso...Anne ... que bom que vc voltou estava com saudades....obrigado pela visita .... abçs

Anne M. Moor disse...

Bom te ver por aqui Adilson!

abraços
Anne

Jorge Alfredo Gomes Lemos disse...



Anne Amiga
Saudade muita. Tambem o vazui do Fc me entristece. Tenho saudade do tempo em que nós vibrávamos pelos bols.
Lindo seu poema. Imagem que nos faz refletir melhor. Bjão. Saudoso.
Lemos

Anônimo disse...

Vazio.

Anne M. Moor disse...

Jorge

Estou voltando pra cá, embora voltei para o FB. Aqui é diferente. Que bom que gostaste do poema.

bjs
Anne