domingo, 18 de março de 2007


Adoro este poema da Emily Dickinson... Espero que gostem tbm...
I'm Nobody! Who are you?

I'M Nobody! Who are you?
Are you--Nobody--too?
Then there's a pair of us!
Dont tell! they'd advertise--you know!

How dreary--to be--Somebody!
How public--like a Frog--
To tell your name--the livelong June--
To an admiring Bog!

Emily Dickinson (1858)

5 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Two friendly blogs
Like nameless frogs
Can together be heard
In the neighbor bogs!

Anne M. Moor disse...

Lindinnnnnnnnnho... Adorei... :-)

Maria disse...

Gente!!!
Dizem que quando se beija um sapo ele se trasnforma em principe. Mas e quando os dois são sapos? Creio que podem construir um reino.
Beijos!

Amanda Arthur disse...

Anne,
Muito oportuno para um blog. Já imaginei este poema na apresentação de um dos autores do "clube dos blogueiros nôminos".
Estimo o prensente, minha cara!
E quanto ao chimarrão, invejo este hábito dos pampas. Coisa de gente bacana, família e que guarda tradições.
Beijos e ótima semana,
Amanda

udi disse...

Então estou num pântano? ...mas em maravilhosa companhia!

Maria, seu comentário acendeu uma idéia aqui: acho que da próxima vez que encontrar um sapo, não vou beijá-lo esperando encontrar um príncipe, vou esperar que ele me beije prá eu virar uma sapa.