sábado, 3 de março de 2007




Hoje, enquanto distraidamente 'vendo' TV, a tardinha... uma preguiça gostosa, fui rudemente acordada com uma notícia absurda. Talvez devesse dizer "mais" uma notícia do descalábrio das pessoas que se dão o direito de julgar outras pessoas sem o menor conhecimento da situação!!
Já começa pela ignorância da imprensa que vem a público falar de um "rapaz surdo mudo"! Os surdos são pessoas iguais aos ouvintes sem o sentido da audição apenas. Não são mudos. Emitem sons sim. Apenas não falam oralmente por que não ouvem...

Entretanto, falam na sua língua materna - Língua Brasileira de Sinais / LIBRAS - que é uma língua como outra qualquer. É um sistema complexo, sistemático com suas próprias regras, como uma língua falada.

Voltando à notícia absurda... Um rapaz surdo foi a um mercadinho, comprou uma bebida achocolatada, pagou e saiu tomando o que havia comprado. Um imbecil que estava no recinto alertou a moça no caixa, que chamou o dono, que ela havia escapado de um assalto pois o rapaz fazia gestos de quem a ia assaltar e desistiu por ter mais pessoas presentes! Ora, Santo Deus... Será que tem gente tão prepotente, ignorante e ... que não sabem que os surdos têm uma língua materna própria e que é uma língua visual e gestual, acontecendo a comunicação com as mãos (os gestos a que o idiota se referia)? O pior desta história, é que este rapaz está preso por causa da ignorância das pessoas, sendo completamente inocente. Até quando as pessoas vão continuar ignorando que existe um número astronômico de surdos neste país, que estão sendo excluídos dos seus espaços de direito e sendo constantemente desrespeitados?

LIBRAS é direito dos surdos e dever dos ouvintes brasileiros, especialmente todas aquelas pessoas que lidam com o povo. Assim como Língua Portuguesa como segunda língua é, também, direito e dever dos surdos.

Uma segunda língua ou uma língua estrangeira é adquirida calcada em um sistema lingüístico existente - língua materna - o que significa dizer que para aprender uma outra língua é necessário que se tenha uma língua materna adquirida. Sei que existe uma enorme polêmica neste país e no mundo sobre a aprendizagem de LIBRAS (ou a sinalização) por surdos nascidos em famílias ouvintes, mas a ciência nos dá essa resposta...

Aprendam LIBRAS e participem com os surdos da luta por seu espaço na sociedade.

3 comentários:

Angela Perello disse...

O que dizer se não que eu estou plenamente chocada! É realmente um absurdo isso que ocorreu. A falta de esclarecimento e de tato das pessoas me impressiona.

Nossos veículos de comunicação preferem apresentar programas que petrificam o cérebro dos espectadores, em vez de esclarecer e orientar a população.

A escola quando não ignora as necessidades do aluno surdo, ela os segrega. Não tem nem o ambiente, nem os recursos que deveria ter, muito menos propicia o esclarecimento devido aos professores e pais da comunidade escolar.

Não posso julgar o rapaz que teve aquela impressão do rapaz surdo, realmente a língua de sinais em sua execução nem sempre é um balé suave com as mãos.

Além disso, vivemos numa sociedade em que a violência não poupa nem meninos de 6 anos de idade de serem arrastados como a famosa cadela Preta.

Vivemos num mundo muito cruel pois além de sermos permeados com a violência, somos soterrados com a ignorância.

Anne M. Moor disse...

Angela...
Bom te ver aqui... Mas como tu, em outras ocasiões já disseste, temos que tentar fazer uma diferença...

Ernesto Dias Jr. disse...

O maior surdo é aquele que não quer ouvir. Não é?