quarta-feira, 25 de abril de 2007


O dia, hoje, foi uma taça plena,
o dia, hoje, foi a imensa onda,
hoje, foi toda a terra.

Hoje o mar tempestuoso
nos levantou num beijo
tão alto que estremecemos
à luz de um relâmpago
e, atados, descemos
para submergir sem nos desabraçar.

Hoje nossos corpos se fizeram extensos,
cresceram até o limite do mundo
e rolaram fundindo-se
numa só gota
de cera ou meteoro.

Entre nós dois se abriu uma nova porta
e alguém, sem rosto ainda,
ali nos esperava.

De Los versos del Capitán - Pablo Neruda

6 comentários:

Walmir Lima disse...

Entre nós dois se abriu uma nova porta...
Abençoada seja a porta que se abriu...
Abençoada seja por São Francisco,
padroeiro dos puros de coração - os que amam. Sua benção:

Prayer for Peace

Lord, make me an instrument of your peace.
Where there is hatred, let me sow love.
Where there is injury, pardon,
Where there is doubt, faith,
Where there is despair, hope,
Where there is darkness, light,
and where there is sadness, joy.
O Divine Master, grant that I may not so much seek to be consoled, as to console;
To be understood, as to understand;
To be loved, as to love;
For it is in giving that we receive
It is in pardoning that we are pardoned;
And it is in dying that we are born to eternal life. Amen!
(San Francis of Assisi)

Please, bless US!

Anne M. Moor disse...

Amém... And Walmir, the finest art, the most difficult to learn, is the art of living.
E bom dia a todos...

Ti disse...

Anne,

Bela imagem... Boa sensação!!

Bom dia para você também!

Anne M. Moor disse...

Brigadão Ti... Estava com saudades tuas!!!!!!!!!! Bom que estás de volta... :-)

Amanda Arthur disse...

Uau! Alguém está bem otimista hoje... Que bom!

Maria disse...

Anne, minha amiga!!!!
To sentindo um certo aroma no ar, talvez de Isla Negra, onde se vive amor, se respira amor, mas só percebe quem já morreu de amor.
Vale a pena!