quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Há sem dúvida...

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada

Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:

Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,

Ou até se não puder ser...

Alvaro de Campos

15 comentários:

disse...

Puxa, que lindo Anne..
Esse eu copiei. Tem endereço certo.
Bacanésimo!
Um beijo
Lú.

Anne M. Moor disse...

Bom que gostaste... Adoro compartilhar as coisas eu gosto com algumas exceções CLARO!! hahahahahahahahaha

Zé Carlos disse...

Bom Dia Anne Moor, eu sempre me encanto com o seu trabalho.
Que bom existirem estas pessoas mágicas que transformam o mundo de cinza em colorido....
Bjs do ZC

ANA disse...

Gracias Anne, un poema precioso el de Mario Quintana, el cual has comentado en mi blog,
y este otro que publicas hoy,
procuraré leer algo de este poeta que acabo de conocer, Alvaro de Campos. Sólo sé que fue contemporáneo y amigo de Pessoa.
Abracitos,
ana.

Anne M. Moor disse...

Zé Carlos, assim vou chorar!!! Obrigada

Ana: Alvaro de Campos és heterónimo de Fernando Pessoa.

Beijos aos dois

A.Tapadinhas disse...

Lindo! Já que és tão íntima de Álvaro de Campos, dá-lhe um abraço do meu amigo Alberto Caeiro... e tu, recebe um beijo do meu amigo Tapadinhas.
António

Anne M. Moor disse...

António, António...Dá um recadinho pro teu amigo Alberto Caeiro... Ainda não virei espírito :-) E pro teu amigo Tapadinhas um beijo saudoso... :-)

ANA disse...

Jajaja, he leído lo de la heteronimia. Igual que Shakespeare,
genial Pessoa, porque la biografia de su personaje, fue realmente curiosa. Es como una novela en la que el personaje inventado además es poeta. Un poeta cansaaaado.
Abrazos,
ana.

Anne M. Moor disse...

Ana: PESSOA és Pessoa y pessoa, como también (Alvaro de) Campos, (Ricardo Reis) y (Alberto) Caeiro... Não é António????? :-)

Luisa Fernanda disse...

El amor en su intangibilidad es eterno, en su amorfoidad bse explica, en su etéreo pinta una imagen.
Gracias por este verso tan lindo

Besos

Anne M. Moor disse...

Gracias por tu visita Luisa! Como estás?

Flavio Ferrari disse...

Querer é poder
Mesmo quando não se pode ter.

Anne M. Moor disse...

Flávio: POISSSSSSSSSSSSSS

É! disse...

e eu desejo impossivelmente o impossível!
Texto lindo, Anne, como todos deste homem...

Anne M. Moor disse...

É Erica ele é um mestre...