segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Vento


vento que te quero
varredor de teias
da minha vida!

vento que te quero
dedilhando meu cabelo
em rajadas intensas!

vento que te quero
escancarando meus olhos
para fitar longe!

vento que te quero
companheiro, parceiro
de horas de mim!

© Anne M. Moor - 18/02/2008
Foto: BMW GS Adventure do Derek Moor Wagner

15 comentários:

Udi disse...

Adoro o vento! Principalmente quando espalha as nuvens.
Lindo, Anne!

zuleica-poesia disse...

Andei lendo suas postagens. Todas lindas. Quantas metáforas lindas e angustiantes também podem-se criar com "o vento". (Perdoe-me, mas acabei de me lembrar de "E o vento levou". O vento trouxe-a para nós.

Anônimo disse...

Lindo Mum!!!!!!!

ANA disse...

En mi tierra, hay un viento caliente que sopla pocas veces. Se llama "viento sur", llega cálido desde el sur, desde el desierto. Se quiebra el ánimo, se alteran las emociones, dicen incluso que vuelve loca a la gente,
pero y adoro el viento sur y sus "revoluciones emocionales" son mágicas.
Un bonito poema al viento Anne,
Un abrazo de brisa,
ana.

Anne M. Moor disse...

Udi e Zuleica: o vento, como o mar tem seus encantos!
Beijos de brisa às duas

Anne M. Moor disse...

Derek:
Que bom que gostaste!! Embora eu não goste muito de saber vocês numa moto, reconheço o porquê que leva vocês a gostar... :-)
Beijo grande e aproveita
Mum

Anne M. Moor disse...

Ana: el viento habla conostros. Me encanta tanto quanto el mar...
Besos

Ernesto Dias Jr. disse...

Cada vez melhor né moça?
Siga com o vento.

Anne M. Moor disse...

E você idem Ernesto!

Climber disse...

Que tri!
Acabo de voltar da terra onde vive o vento. Ele pode estar ausente. Mas sopra àquele de que dele também é feito. E que o procura. E acaba encontrando. O vento, belo vento patagônico. Gélido. Corta. Encanta. Derruba ilusões. Envolve minha alma. Me intriga. Enquanto tenta me derrubar. Resisto. Sob pequenas razões.

Flavio Ferrari disse...

Já pensou em ser freira ?
Você iria adorar o lugar onde elas ficam.

Anne M. Moor disse...

Climber: que viagem boa tiveste! Bom te ver por aqui...

Flávio: No alto das montanhas? Freira, euuuuuuuuuuuuu!!!!!!

Suzana disse...

Texto em brisa suave que acalenta minha alma.
Lindo.

Anne M. Moor disse...

Suzana: vento que nos ajuda a respirar...

Anne M. Moor disse...

Engraçado o escrever né? Qdo escrevi e postei este poema nem gostei tanto assim, mas vcs gostaram o que me faz ler o meu próprio poema com outros olhos... :-)
Beijos ventosos a todos!