sábado, 16 de fevereiro de 2008

Noites loucas!

Noites Loucas — Noites Loucas!
Estivesse eu contigo
Noites Loucas seriam
Nosso luxuoso abrigo!

Para Coração em porto —
Ventos — são coisas fúteis —
Bússolas — dispensáveis —
Portulanos — inúteis!

Navegando em pleno Éden —
Ah, o Mar!
Quem dera — esta Noite — em Ti
Ancorar!

by Emily Dickinson
Tradução: Paulo Henriques Britto

8 comentários:

disse...

Puxa que lindo!
Fiquei emocionada...Tão poético e intenso.
Bjo.

Anne M. Moor disse...

Lindo né? Achei em inglês com a tradução pro português e SEM o nome do autor!!!
Bjos

ANA disse...

Noites Selvagens- Noites Selvagens!
Estivesse eu contigo
As Noites Selvagens seriam
A nossa luxúria!

Fúteis- os Ventos-
Para um Coração no porto-
Inúteis as Bússolas-
Inútil o Mapa!

Remando no Paraíso-
Ah, o Mar!
Pudesse eu atracar - Esta noite-
Em Ti!

Es un poema de Emily Dickinson (1.830-1.886)
WILD nights! Wild nights!
Were I with thee,
Wild nights should be
Our luxury!
Futile the winds
To a heart in port,—
Done with the compass,
Done with the chart.
Rowing in Eden!
Ah! the sea!
Might I but moor
To-night in thee!
un abrazo Anne,
ana

Anne M. Moor disse...

Ana how great! Adoro a Emily Dickinson y solo podria ser de ella!!
Vou a publicar el poema en ingles en mi blog ingles... Visitanos...
http://writing-and-fun.blogspot.com
Besos y gracias

Suzana disse...

Marina que te quero
porto seguro de meu coração
a naufragar
Mar!
Toma teu lugar neste aterro de meu coração.

Anne M. Moor disse...

Mar é mar né Suzana? Bom te ver blogueando de novo.
Beijos

Flavio Ferrari disse...

Não quero causar inveja, mas em Ti ancorei ...

Anne M. Moor disse...

Inveja não FF, feliz por vcs! É tão bom ver um casal ancorado um no outro... Aproveitem...
Beijos