terça-feira, 1 de abril de 2008

Janelas

Em "Janelas de Luz" António diz que eu tenho um fetiche por janelas - fiz este 'poema' no meu comentário deste quadro. :-) Mas não diriam vocês que não sou só eu que tem fetiche por janelas??????? Acho até que o 'poema' que escrevi cabe melhor com este quadro... Olhem:



olhos que viajam
no interior de famílias,
pessoas, almas...
Espaços através dos quais
perdemo-nos em sonhos
reais e irreais
possíveis e impossíveis
mas sonhos que levam
à vida...

© Anne M. Moor
Imagem: Memories - óleo e acrílico sobre tela
Colagem sobre tela 80X90 cm por António Tapadinhas

10 comentários:

ANA disse...

Anne!
es precioso tu poema,mmmm
este Antonio te inspira realmente...
Un besito, cómo va todo con la bebé?
ana.

Anne M. Moor disse...

Estamos esperanzosos que ahora ande en frente!

Gracias por el poema Ana... Y con los quadros que pinta inspira cualquier uno... hahahaha
Besotes

Flavio Ferrari disse...

Para voyeur nenhum botar defeito.

Ernesto Dias Jr. disse...

O cara mais fissurado por janelas que conheço é meu amigo Gui Porteiras. Até hoje ganha uma grana preta vendendo-as.

A.Tapadinhas disse...

Menina, não precisa de arranjar desculpas para escrever poesia com tanta sensibilidade...
Eu costumo dizer que qualquer tema serve para um bom pintor. Tenho a impressão que posso dizer o mesmo de uma poeta.
Para ti, um açafate de sonhos reais e possíveis.
António

Anne M. Moor disse...

Meninos,
Obrigadão. Escrever, como vcs bem sabem, é algo que brota provocado por sentimentos e sensações... E me faz em bemmmmmmmmmm... :-)
Beijos de bom dia

elbia disse...

Anne!

Siempre transmites tan buenas vibraciones con tus palabras,

muchas gracias y muchos besos

Jorge Lemos disse...

Através delas, livre alçam vôos os sedentos de justiça, mais alto chegam os que vão em busca do amor.

Lindo o seu poema e as janelas do Antonio

Anne M. Moor disse...

Elbia,
Tan bueno encontrarte por aqui... Me encanta tu blog tbn...
Besos

Anne M. Moor disse...

Jorge:
Justiça...?????
Agora amor que paira no ar, que ronda, que enlouquece e mesmo assim, tão bommmmmm :-)
Beijos de sol