segunda-feira, 5 de maio de 2008

E o silêncio...


E o silêncio
expressão da alma
refúgio dos medos
ancoradouro do sossego

© Anne M. Moor

15 comentários:

zuleica-poesia disse...

Anne, estávamos no mesmo comprimento de onda. Ambas em silêncio, ancoradas. Um abraço.

Gui Ferrari disse...

Eu ia exatamente comentar que minha avó fez uma postagem de um assunto semelhante.

muito bonito!

Suzana disse...

Anne,

Vou escrever a mesma coisa que escrevi para a Zuleica:

" O silÊncio quando é só silÊncio não tem ruído !"

bjs

Anne M. Moor disse...

Mas geralmente, Suzana, não é só silêncio :-) O silêncio sabe ser muito barulhento!!!!
Beijos

Anne M. Moor disse...

Zuleica, fiquei tão feliz em ver que estás de novo escrevendo...
As vezes acho que NAO estou ancorada e que fico flutuando no ar!!!!
Beijo

Anne M. Moor disse...

Gui,
Não é pra menos que vcs todos escrevem tão bem com uma avó como a Zuleica. Herdaram o dom da palavra dela, certamente.
Aquele soneto é teu? Parabéns, adorei...
Beijos

janice disse...

^^

É vero.

Que feliz fiquei em encontrar um blog teu, agora que estou cá na "capital", para manter contato com as Letras pelotenses.

Saudade.
Vez que outra bate o saudosismo de ti e da Angela, dos tempos do CEPEL.

Abração.

Anne M. Moor disse...

Janice, coisa boa te ver por aqui. Volta sempre. Bem que aqueles dias no CPEL foram bem bons né... Muito trabalho, mas a gente se divertia tbm.
Beijos

disse...

A coisa que mais me impressiona no silêncio é sua enorme força.
Sempre senti isso de maneira muito intensa.
Um beijo.

Anne M. Moor disse...

Lú:
O silêncio tem várias qualidades. Uma é essa sua força imensa, e dentre outras tantas tem o 'barulho' dos pensamentos e a possibilidade de tantas viagens quantos quisermos...
Beijos

ana disse...

Cuando te quedas mirando el fuego, en silencio y escuchando el crepitar de los troncos, es un relax inmenso. Afuera la lluvia o el frío. El contraste, fabuloso.
Un beso Anne,
ana.

Anne M. Moor disse...

El 'silencio' del fuego encanta. Puedo pasar hora en frente al 'fireplace'... :-)
Besos

Flavio Ferrari disse...

O silêncio une.

Anne M. Moor disse...

É Flávio, especialmente ao redor de uma lareira... :-)

Maria disse...

To com saudades desta lareira....
Até mais tarde...