terça-feira, 21 de abril de 2009

Alamedas


A melodia da vida embala o andar
Sentimentos brincam entre si
E com meu coração!

Tantas vezes deparei-me com
Os dois caminhos do Frost
Uma forquilha a me provocar!

Tomava o que tapado de verde
Chamava-me pela beleza e aroma
Virava as costas ao outro!

Aprendi a ver o outro com olhos
apaixonados da alma e da experiência
Cansei do igual, do ‘seguro’, escolhi

O diferente. Sem arrependimentos!

©Anne M. Moor

20 comentários:

Avassaladora disse...

Esse negócio dos sentimentos brincarem com nosso coração é fogo!
Ele acaba entrando na brincadeira tb, e perdemos o controle da situação...


Um beijão, Anne

Anne M. Moor disse...

É o perigo de viver!!!

Beijios

rm disse...

Ué, mas os dois não eram verdes?

Anne M. Moor disse...

Mudei um pouco a história do Frost rsrsrsrsrsrs... Até porque 'o outro' nem sempre é verde, belo e cheiroso... Mas é diferente :-)

Homem esperto tu ehm... rsrsrs
Beijo

AC Rangel disse...

Parabéns. Sempre achei que escolher o caminho que parece mais difícil, diferente, acaba trazendo prazeres nunca experimentados. O "melhor" caminho, o mais comportado, não oferece prazeres.
Beijo

Anne M. Moor disse...

O outro caminho Rangel as vezes está coberto de pétalas de rosas e portanto 'rm' não seria verde...

Outras vezes o outro caminho tem pedras no meio do caminho. O único trabalho então é levantar, sacudir a poeira e continuar em frente. A vida é feita de calor que brota do chão, de chuva que lava a alma e de pedras que nos atrapalham de vez em qdo... rsrsrrsrs

Beijosssssssss

Flavio Ferrari disse...

Que tenha sido decisão
Já que escolhas
Resultam em frustração

Anne M. Moor disse...

Nem sempre Flávio... :-)

Janaina Brum disse...

"Cansei do igual, do ‘seguro’, escolhi"
Isso é lindo, Anne!!
Adorei saber que serás minha "Coordenadora pedagógica do Moodle"!
Um beijo no coração!

Anne M. Moor disse...

Obrigada Janaína pelas palavras sobre o poema e sobre trabalharmos juntas mais uma vez - e desta vez pedagogicamente. Vai ser muito bom.

Beijos

Ti disse...

Não sei se melhor ou pior, apenas diferente!!

Adoro esta frase!!

Beijos

Anne M. Moor disse...

É Ti, uma frase interessante pois nem sempre o diferente é melhor, mas o diferente é algo que me atrai... :-)

Beijos

Avassaladora disse...

Anne, a cada leitura, uma sensação diferente!
"Uma forquilha a me provcar..."

Quantas vezes nos deparamos com essa forquilha.... E a indecisão se apodera da gente...
Aí vale o tal feeling...
Mas será que acertamos sempre? Nunca saberemos...rs


Beijos e uma ótima quinta feira!

Anne M. Moor disse...

Não sabemos não mas precisamos ter a coragem de saltar no vácuo da incerteza e ir em frente!!!

Boa quinta pra ti tbm
Beijo

Marco Sistinne disse...

Olá Anne, é um grande prazer conhecer o seu espaço, e no caso das "Alamedas", como diria Guimarães Rosa: "Viver é perigoso"; mas é o têmpero da própria vida, então ...

abraços literários
Marco

Anne M. Moor disse...

Marcos
Obrigada pela visita e o gesto simpático de te tornares seguidor do meu espaço.

A vida sem tempero não tem graça né?

Abraços

A.Tapadinhas disse...

Um fim-de-semana com boas escolhas!
Beijo.
António

Anne M. Moor disse...

António:
Cuidarei para que sejam :-)

Bom fim de semana procê tbm!

Beijos

C. disse...

´Aprendi a ver o outro com olhos
apaixonados da alma e da experiência`

Será esse o segredo Anne? Quando crescer quero ser igual ela.

Anne M. Moor disse...

C.
Não sei e é o segredo, mas aprendi não ter medo de amar!!!

Beijos