sexta-feira, 24 de abril de 2009

Sem título



O frio úmido do dia me deixa feliz.
Meu mundo está fragmentado.
Músicas peculiares percorrem minha cabeça.

Merda de ânimo que me falta.
Risos sem risos, sem graça, dissolvem meu ar.

Te penso e decoro tuas frases
teu ar de sensatez (misto de infância)
teu quente corpo quente.

Certeza (vontade) de estar juntos
comendo as frutas que o tempo amadureceu.

by Marcos Villela Pereira
Imagem: Van Gogh, "Siesta"

8 comentários:

rm disse...

Ei Anne, preguiçosa (rss);
ao menos apresente o autor dos muito bons versos e coloque uma foto que dê pra enxergar, nega!

Anne M. Moor disse...

rm!!!!!!!!!!
Atendido teu pedido de tamanho :-) E se clicares na imagem ele aumenta mais...

Quanto ao poeta, é um grande amigo meu, professor. Joga o nome dele no Google que o acharás...

Que bom que gostaste dos versos. Eu adoro os poemas dele.

Beijos

A.Tapadinhas disse...

Olha! Se não lesse o primeiro comentário ia dizer uma bobagem (brasileiro) sobre o poema... Gostei do poema e muito mais da imagem: é de um dos meus pintores favoritos.
Beijo.
António

Anne M. Moor disse...

Eu sei António, por isso te chamei pra ver a imagem... E claro o poema que o acompanha... :-)

Beijos

Avassaladora disse...

Anne!
Que lindo!
poema/gravura perfeitos!

"Te penso e decoro tuas frases"

Amei essa frase!

Quando estamos apaixonados, a nossa mente vira de cabeça pra baixo...rsrsrs

E vc posta um poema assim, tão apaixonante...


Beijos e carinhos!


Tenha um lindo final de semana!

Anne M. Moor disse...

Avassaladora!
Apaixonada ehm??! Tão bom isso...

Que bom que gostaste do poema do Marcos. É muito lindo mesmo!

Beijos e bom findi pra ti tbm

C. disse...

Perfeito, tanto o texto como a tela do meu amadinho Van Gogh.

Anne M. Moor disse...

Tão boas estas tuas visitas...

Beijo grande