terça-feira, 9 de junho de 2009

Certezas


Sonho? Pesadelo? Não sei bem, mas
A assombrar horas e horas de mim
Em um redemoinho de sentires a povoar
A noite fria e úmida a me envolver.

Quando sem rodeios vislumbro nos
Olhos teus o brilho da paixão a me fitar
Mesmo estando em corpo alheio
Sei que és tu de tão longe a me provocar.

A noite silenciosa a aconchegar quereres
Fantasias de outrem a atentar a imaginação
Devaneios voando soltos ao meu redor.

Acordo envolta em certezas gritantes
a ouvir chamados longínquos a me acarinhar
a segurança de amar e ser amada.

© Anne M. Moor

12 comentários:

Vivian disse...

...tão bom quando podemos
abraçar a certeza de
amar e sermos amados!!

um beijo, linda!

Avassaladora disse...

"...Sonho? Pesadelo? Não sei bem,..."


Anne, cada vez mais a certeza, para mim, de um pesadelo...

E outra pergunta...

Amor,doce fel.. É possivel?

Como pode amargar tanto e ser tão bom ao mesmo tempo...


Amiga, noite de elucubrações...

E quanto se trata de amor... Não tem fim! rs

Beijos!

Anne M. Moor disse...

Vivian
Muito bom... Dá uma sensação de belonging.

Bjos de bom dia

Anne M. Moor disse...

Ava
As 2 coisa sempre... Mas é tãoooooooooo bom... :-)

Beijos e um bom dia

rm disse...

Ei Anne,
hot, heim? rss

Mas o poema foi ainda melhor...

A.Tapadinhas disse...

O poema tem a tua assinatura, a "segurança de amar e ser amada" e a segurança da escrita...

(Hoje não me enganei, pois não?)

Beijo receoso...
rsrsrs
António

Anne M. Moor disse...

rm
Amor nunca será cold :-)

Hot and cosy it is!

Beijos

Anne M. Moor disse...

rsrsrsrs António,
Hoje acertaste :-)

Beijos

vittorio disse...

Cara Anne falei com o Jorge Lemos ontem, fiquei encantado com a tua lembrança.
Voltei a este lindo e encantado abrigo, para berber na fonte as palavras que brotam, essencia da vida, de encontros e desencontros, de sonhos e pesadelos, de amores e desamores, torrrentes de emoção.

Beijos e olá

Denise disse...

(longo suspiro!)
Quisera eu ter certezas.

Lindo aqui.
Volto!

denise

Anne M. Moor disse...

Denise,
Obrigada pela sua visita e por te tornares uma seguidora. Sintas-te em casa! E voltes sempre.

Beijos

Anne M. Moor disse...

Vittorio!
Que bom que vieste! Viste teu poema mais abaixo aqui?? Todo mundo adorou teu poema e querem saber onde tem mais :-)

Beijo