segunda-feira, 13 de julho de 2009

Aconchego II


Toque físico de sentir profundo
Nascido do aconchego do acaso
Alimentado por palavras e metáforas
Nas entrelinhas do sentimento com
Carinho gerado por muita ternura
Em um amor surpreendente
A trazer desespero e paz.

© Anne M. Moor

16 comentários:

A.Tapadinhas disse...

O teu aconchego é uma lista de sentimentos contraditórios...

O mais surpreendente é o amor a conviver com desespero e paz...

Um beijo divergente!?
Primeiro?

António

Ava disse...

Um amor alimentado por palavras e metáforas... Ah... faminto, vai devorando tudo! De repente somem as metáfoas... somem as palavras e ele morre de inanição...

Desespero e paz! Uma convivência pacícifica...rs

Talvez nem devesse comentar... as vezes nos perdemos em meios a tantos sentimentos...

Querida, boa semana para voce... com muito amor!


Beijos e carinhos...

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Eu estou de acordo com o amigo Antonio. Quem sabe, um novo amor, resultante do alto avanço da tecnologia, que possibilite a convivência do desespero com a paz?

Beijos,

Furtado.

Flavio Ferrari disse...

desespero e paz ? curioso ...

rm disse...

A bancada masculina só chutou bola fora! rss

Amores e lareiras crepitando...

Ademerson Novais disse...

venho agora visitar esse cantinho com o qual me alegrei muito...tão magnifico quanto o outro...

Ademerson Novais de Andrade

Anne M. Moor disse...

António
E se pensares bem hás de convir comigo que amor oscila entre um certo 'desespero' e uma paz gostosa rsrsrsrs

beijos nem tão divergente rsrsrs

Anne M. Moor disse...

Ava,
Não sei se pacífica mas que é uma convivência lá isso é rsrsrs

Bjos

Anne M. Moor disse...

Furtado
Um novo amor?

Como diz o rm,

pra que outro amor... a oscilação entre o desespero e a paz fazem parte da vida meu amigo... :-)

Anne M. Moor disse...

FF - curioso mas real... :-)

Angela disse...

E quantas vezes por temer o desespero, a gente deixa escapar uma possibilidade de paz...

Aniiiiiita!
Saudades de você!
Beijo

Anne M. Moor disse...

Gente
As vezes ou muitas vezes é necessário a passagem pelo desespero pra chegar à paz...

Beijos a todos

Anne M. Moor disse...

Ademerson
Qual outro? Seja bem vindo a este canto. Volte sempre...

Abraço

Anne M. Moor disse...

Angela,
E eu de ti... Sumiste!!!!!!!

O desespero tem lá sua função...

Beijos

A.S. disse...

ANNE...

O amor trás sempre consigo muitas contradições... talvez seja essa duplicidade de sentir que vivifique cada minuto, que acenda a chama onde se acende o desejo...


Beijos...

Anne M. Moor disse...

A.S.
Certamente que sim!

Bjos