sábado, 22 de agosto de 2009

Contação de histórias


Vou contar a história
De um poeta que criou asas
Rebelou-se contra seu cotidiano
E saiu nas asas da águia em
Busca de seu sonho.

Foi preciso achar a coragem para
Quebrar com a convenção do viver
Em sintonia com o escrito por um
Alguém que ninguém sabe quem,
Mas que conduz nossas vidas!

A poesia alimentou alma e vontade
E construiu audácia necessária a
Um pulo no abismo do querer. Um
Escutar o coração a ditar o caminho
A acenar com a luz de estrelas.

Venceu o poeta! Venceu a poesia,
O sonho, a vontade de pisar na arena
Da leitura, do prazer. Venceu o café
que une pessoas em momentos de
companheirismo e sabor a vida!

© Anne M. Moor

15 comentários:

Teresinha Brandão disse...

Oi, Anne! Poxa vida, hehe! "Implicaste" com o título de um post que escrevi _ "Palindromerando..." _ e agora o título do teu poema é "contação"?Rsrsrs...
Bonito poema. Viva a poesia!
Bj,
Tê!

Anne M. Moor disse...


rsrsrsrs Adoro essa palavra 'contação' e o processo de contação de histórias é, pra mim, fundamental na educação e se faz tão pouco disso!!!

Viva a poesia!

Beijos

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Anne!

Alguém que ninguém sabe quem,
Mas que conduz nossas vidas!

E como conduz! Lindo!

O Camões era um dos grandes mestres do neologismo. Então, salve a "Contação de histórias".

Silvia disse...

Saudade de tomar um café, ou um mate, contigo, querida amiga.
O Contador de Histórias já chegou em Pelotas? Não existe idade para se ouvir ou contar histórias.
E, parabéns pela veia poética que está se esparramando em ti.
Bjo, Silvia

Anne M. Moor disse...

Furtado, obrigada!!

Abraços

Anne M. Moor disse...

Silvia
Obrigada! Ouvir e contar histórias é tudo de bom...

Beijão

Ava disse...

Contação de histórias... muito bom...

A poesia... o poeta... vencem sempre, porque é a alma que fala...

É preciso coragem para se lançar peito aberto, em busco dos sonhos...

Beijos, minha querida!

Anne M. Moor disse...

Ava

E nem todos têm essa coragem...

Feliz é quem tem!

Bjos

Jorge Lemos disse...

Anne solidaria amiga:

Cumprimento a amiga pela força de voltar a lida, conformecomentário
no Prozac.laborterapia éo rémedio
para todos os males: corpo e espirito.
Estou lá no sobras te esperando.


Fratenalmente

beijão

lemos

A.S. disse...

Anne... a poesia sempre vencerá!
Amei o poema!!!


Beijos...

Carlos Eduardo Leal disse...

Todo contador de histórias deveria ser elevado à condição de imortal, porque deles é o reino dos céus das crianças. Você tem razão Anne, os poetas possuem asas, mas às vezes eles as escondem. Sua poesia devolve ao poeta suas asas que nunca deixaram de estar lá,
Um bj,
C. Eduardo

Anne M. Moor disse...

A.S.
Ainda bem! rsrsrsrs

Abraços

Anne M. Moor disse...

Carlos Eduardo

Contação de histórias é a base de uma vida saudável... Lembranças das histórias das avós, dos avôs, dos pais... Lindo!

E é a base do saber ler...

Beijos

Udi disse...

Adoro contação de histórias!
beijo!

Anne M. Moor disse...

Bom te ver por aqui Udi! Contação de histórias me lembra do Jorge e as histórias dele...

Abraços