quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Rain


As thunder rumbles like a train on asphalt
And lightening draws geometric forms in the sky
And rain pours out of heavy black clouds in torrents

I sit here and take in the gorgeous smell of rain
Pounding down on the open water tanks from
the old factory with a historic chimney.

The noise of the beating downpour pounding
On the ground, provoking the aroma of wet earth
Floating in through my bedroom window…

The rain turns into hail and beats on
My window as the wind turns the rain
Into a whirlpool! God help the poor!

© Anne M. Moor

8 comentários:

rm disse...

Ei Anne,
quase senti o cheiro da chuva...

Anne M. Moor disse...

rm
Coisa bem boa o cheiro de chuva né??

Beijão
Anne

rm disse...

Ei Anne,
gosto do cheiro e de chuva, mas quero enfatizar: versos que nos conduzem à sensações são ainda melhores...

Anne disse...

Obrigada rm pelo elogio!!! Saber isso me faz bem. Se o que escrevo pode levar o leitor a sensações, memórias, a ligações dele, isso é muito bom!!!

Escrevo pq gosto, pq me faz bem derramar-me no 'papel', mas saber a reação do leitor é uma vantagem boa dos blogs...

Beijos
Anne

Ana Martins disse...

Muito bonito Anne!

Beijinhos e bom fim de semana,
Ana Martins

Anne disse...

Ana
E um bom final de semana pra ti tbm.

Beijos
Anne

Maria disse...

Anne

Cheiro de chuva, cheiro de aconchego. Alma lavada!
Beijos

Anne M. Moor disse...

Maria

rsrsrsrs Aos poucos!

Beijos
Anne