sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Luz dos olhos teus


Luz é o que vejo nos teus olhos
iluminando sentimentos e vontades -
profundidades às vezes escuras,
outras vezes tão claras e nítidas...

Banho-me na luz irradiando dos teus olhos
e nado no amor projetado pela luz
quente e aconchegante das profundidades
secretas e misteriosas do teu ser.

O flutuar insano nas ondas da luz
provoca um bater de asas
em volta de nossos corações.

O momento irradia luminosidade
na qual brindamos amor, desejo,
paixão e cumplicidade...

© Anne M. Moor

6 comentários:

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

WOW!Cada vez que venho aqui está melhor...
Será influência do cheirinho gostoso que Pelotas tinha (e espero ainda tenha)?
Aliás como vai aquele teatro maravilhoso em frente à praça da Yolanda Pereira?
BJS!

Carlos Eduardo Leal disse...

É, acho que o Tom/Vinícius fariam outra música..."Quando a luz dos olhos meus a luz dos olhos teus resolvem se encontrar"
Lindas palavras, Anne. Com certeza reinventadas na paixão pela vida,
Abraço carinhoso,
Carlos Eduardo

Anne M. Moor disse...

Christina

Cheirinho de doce? :-) O teatro Sete de Abril, o mais velho do país está bem, se bem que precisando de restauração...

Beijos
Anne

Anne M. Moor disse...

Carlos Eduardo

Obrigada pelo carinho...

Beijos
Anne

rm disse...

Ei Anne,
desculpe a avacalhação mas o poema me lembrou uma musiquinha, que também trata do poder de atração da luz:

"Nós semo as brabuleta
das asa branca
das listra azuir
Nós voemo em vorta das lempida
queimemo nossas asa
e não podemo avoar
oh fror"

Anne M. Moor disse...

RM

O segredo é não deixar as asas se queimarem rsrsrsrsrs

Beijão
Anne