domingo, 2 de maio de 2010

Mistérios da vida


Foto da minha infância em Montevidéu
Vivo, vivi e revivi
Voltas dei em mundo interior
Voltas deram longe de mim
Água moveu-se
Em direções diversas
Redemoinhos surgiram
Águas paradas intercaladas
A acalmar o coração.
Do nada eis que surge
O vivido em roupagem nova
A acenar ainda do longe

Mistérios da vida!


© Anne M. Moor

13 comentários:

Flavio Ferrari disse...

As memórias são assim ... o vivido em roupagem nova.

Anne M. Moor disse...

É Flávio,as roupagens novas é que dão outra cor... :-)

Bjos
Anne

khicky disse...

Oi Anne!
Eu sabia que aí tinha um coraçãozinho!
Adorei descobrir teu blog.
Beijo,
Cristina

Carlos Eduardo Leal disse...

Se os mistérios da vida dão volta,
então sua poesia os dissolve
e jorra
palavras-poemas
que nos devolvem outros mistérios
ainda mais belos.
Com a admiração de sempre,
bjs

Anne M. Moor disse...

Cristina

Que bom digo eu de te ver por aqui... Volta sempre!

Bjos
Anne

Anne M. Moor disse...

Carlos Eduardo

Obrigada pelo carinho do comentário :-)

Beijos
Anne

Silvia King Jeck disse...

Este vivido em roupagem nova "dá tratos à bola" não é mesmo querida amiga? A foto está muito boa, só não te localizei. Onde estás?

Silvia King Jeck disse...

Última forma. Agora, com os óculos, localizei a ti e à Elizabeth. Canto da direita, não?

Anne M. Moor disse...

Silvia

kkkkkk Com óculos fica mais fácil... :-) Acertaste! E sim, dá tratos a bola!!!!!

Beijos :-)
Anne

A.Tapadinhas disse...

Só não nos dizes onde está o que foi teu namorado...

Beijo,
António

Anne M. Moor disse...

António

Ele está atrás da sétima criança da direita pra esquerda :-) Quando me encontrei com ele (ele mora na Australia) 50 anos depois rimos muito... A mãe dele tinha guardado uma carta que eu havia escrito pra ele com 9 anos + ou - e ele trouxe para a festa do encontro dos alunos da escola!!!!!!!!!

Beijos sorridentes
Anne

Gordon disse...

Siendo el hermano deste namorado tuyo conozco bien esa carta porque yo tambien lo lei en esa fiesta de los ex-Alumnos!!
um beijo,
Gordon

Anne M. Moor disse...

Gordon

Tua mãe era fantástica!!! :-)

Beijos
Anne Marie