quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Voltei, voltei para ficar...


Mãe e filho...


Saudades docês! Depois de 10 dias na garupa da moto do Derek e 1600 km percorridos, além de montes de "kms" de caminhada entre viagens, tanto em Montevideu quanto em Buenos Aires estou jogada no sofá me recuperando. :-) Embora meus amigos e os dele duvidaram que eu faria esta viagem, lamento desapontá-los, por que fiz, adorei, estou bem relaxada e é óbvio, neste momento, cansada rsrsrsrs. O maior desafio foi aprender e dominar o subir e descer da moto!!!!


Em Buenos Aires, entre muito caminhar e comer coisas boas, fomos num show magnífico de tango em um restaurante chamado La Ventana. A comida e o lugar maravilhosa e a música, as canções e as danças lindíssimas. Vimos a largada do Dakar - fascinante as motos, carros e caminhões - além dos pilotos todos de vários lugares.

Em Montevideu, foi um encontro de família de muitas risadas, comida e vinho!

O voar pelas estradas com o vento no corpo foi uma experiência tão boa quanto havia imaginado que fosse. A sensação de que a cabeça, vez por outra, saia a passear com as rajadas de vento foi um aprendizado de como mantê-la no lugar :-) Foi uma viagem mágica em todos os sentidos.


26 comentários:

Gonçalo Cholant disse...

WHOA! que fantástico! um dia eu gostaria de fazer algo assim! :D

glad you enjoyed your ride!

beijos!

Graça Pereira disse...

Ah! Valente! É assim mesmo...quem não tenta nunca saberá o que é viver.
Óptimo modo de começar um ano!!
Beijocas!
Graça

Anne M. Moor disse...

Gonçalo

Foi realmente muito boa!

bjos
Anne

Anne M. Moor disse...

Graça
Foi mesmo! :-)

bjos
Anne

Solange disse...

Anne.... estou "bege", como costumo brincar !!!!

que poderosa,que incrível, que máximo !!!!

lembrei de um amigo que viajou as Américas e moto, e escreveu até um livro, o Miragaia...

P-O-D-E-R-O-S-A !!!!!!

beijos enormes e um 2011 de muito vento e liberdade....

iuhúúúúú....

Anne M. Moor disse...

Solange, foi uma delícia! Muito vento e liberdade procê também.

beijão
Anne

Jorge Lemos disse...

Anne

Perambulei contigo em lugares tantos. Sob a égide de um Francisco Canaro e su Tipica bailamos um tango em pleno
Colon. A seguir sus pasos, cá esto, tambien, contento por ve-la asi.
Besos
Lemos

Anne M. Moor disse...

Jorge

TAngo é tango. Vimos um show sensacional!

beijos
Anne

A.Tapadinhas disse...

Vim só tirar as dúvidas...

Felizmente, inteira, com a cabeça no lugar... Graças ao capacete?!

Parabéns aos dois! Tenho a certeza que será inesquecível...

Abraços,
António

Anne M. Moor disse...

António

Foi sensacional e inesquecível sim! A cabeça no lugar, well... há os que diriam diferente rsrsrsrs.

beijos
Anne

Maria disse...

Welcome home!!!

Desde Santiago de Chile.
Bien Venida.
Vida, pura vida! E para que mais?
BJS

Anne M. Moor disse...

Gracinha

Muita vida ganha nesta viagem.

beijos

Anne

Silvia King Jeck disse...

Ando bem desligada dos sonhos...preciso mexer nisto. A inspiração anda meio sumida, mas nunca quando se trata de deixar meu recadinho pra ti. Bienvenida hermana!

Derek disse...

Excelente viagem e momentos!

Anne M. Moor disse...

Silvia

Obrigada amiga!

bjos
Anne

Anne M. Moor disse...

Derek,

Realmente foram momentos ganhos um na companhia do outro.

beijão da

Mãe

Ana Martins disse...

Boa noite Anne,
foi sem dúvida uma maravilhosa aventura, parabéns pela coragem e determinação. Eu tenho pavor de motas.

Beijinho e Feliz Ano Novo.

Ana Martins

Anne M. Moor disse...

Ana

Feliz Ano Novo pra ti tbm.

beijos

Anne

Gisele disse...

Que aventura!!!
E que legal ser entre mãe e filho. Coisa boa terem gostos e desejos em comum!
Beijao!

Anne M. Moor disse...

É mesmo Gisele!

bjos e feliz 2011

Anne

AC Rangel disse...

A isto se chama felicidade.
Privilégio de poucos.

Parabéns

Anne M. Moor disse...

Rangel

Obrigada! Mas felicidade não é um privilégio, é uma escolha...

beijão

Anne

Fernanda disse...

Estou pasma!

Olhando para as fotos, de repente parece mais pai e filho :)))

Já andei de moto pesada, como pendura, claro!!!!
O José já foi motard a sério, mas eu morria de medo.
Nunca estive segura e ele acabou de passar de uma Genesis para uma tipo Harley (que agora não me lembra o nome) por minha causa, até que deixou de todo as motos. Ele e o meu filho eram doidos por motos pesadas.

Admiro a coragem e a jovialidade posta nessa viagem que deve ter sido um encanto.

Beijinhos

Anne M. Moor disse...

Ná,

Eu não posso dizer que gosto de sabê-los na moto, mas certamente entendo por que gostam tanto. Meus 2 filhos têm moto. Esta, em que viajamos (filho mais velho) é uma BMW Adventure e muito cômoda.

A sensação do vento envolvendo o corpo, o perfume das diversas árvores, da grama recém cortada na beira da estrada, dos zorillos é algo mágico que nos leva em 'viagens' outras pela memória...

Não tive medo não.

beijão amiga
Anne

Rafael disse...

Just one word: GREAT!!!

Bjs!

Anne M. Moor disse...

Rafael... and some!

bjos
Anne