quinta-feira, 31 de março de 2011

Amar


Empatias brotam do nada.
A conversa flui. A leitura das entrelinhas é fácil.
Brinca-se como se fosse amigo de infância.
Enxerga-se o sorriso nas palavras escritas.

Existe um algo interessante
no poder da palavra escrita.

Corre pelas entrelinhas dos escritos
um sentimento de
amizade,
naturalidade,
familiaridade
que vez ou outra se transforma em
sentires outros

de amor
um amar, sem cobranças.

© Anne M. Moor
Imagem: www.overmundo.com.br

12 comentários:

Luna Sanchez disse...

Ah, gostei tanto, Anne! =)

Concordo que há algo de encantamento na palavra escrita...parece que, além das ideias, as própria letras, quando traçadas, digitadas pelo ser em questão (e pode ser um autor que nos agrade, por exemplo), ganham outros contornos.

Beijo, beijo!

Anne M. Moor disse...

Luna

Fazemos amor com as palavras como já dizia o Ziraldo!

bjos
Anne

A.Tapadinhas disse...

Por tudo isso que dizes com tanta poesia, e não menos verdade, é que eu gosto da internet...

Beijo,
António

Anne M. Moor disse...

Eu também António, eu também...

beijos virtuais :-)

Anne

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, que poesia esplêndida: o amor poetizado alcança um patamar de doação e partilha, de contemplação e generosidade que muitas vezes se perdem no amor vivido corroído pelo narcisismo e pela onipotência.Amei,
Abraços com ternura, Jorge

Anne M. Moor disse...

Jorge B.

Amar é muito bom, nénão?

beijos
Anne

J Lemos disse...

Anne

Assim as coisas acontecem:
uma troca de olhar...
uma expressão indagadora...
uma cabeça que se inclina...
um rosto que ruborisa...
o acelerar do coração...
um furtivo olhar assim de esguelha...
Tenho certeza que um simples tocar de mão
Faz-nos ter a certeza
Que nos chegou a paixão.


Amei seu poema
Inspirou-me.
Grato. Bjão

Jlemos
que o amor chegou

Lemos disse...

Anne

Perdoe-me: sempre troco letras. RudoriZa e não ruboriSa

J Lemos - As coisas acontecem.

Anne M. Moor disse...

Jorge L.

E acontecem sem a gente sentir... Tão bom isso!

beijão
Anne

Ana Martins disse...

Anne,
nada mais bonito e enternecedor que amar sem cobranças.

Beijinho,
Ana Martins

Anne M. Moor disse...

E as vezes tão difícil Ana! As vezes parece que somos programadas para cobrar mesmo não querendo!!! rsrsrsrsrs

Mas 'cobrar', não leva a nada.

bjos
Anne

Jorge Bichuetti - Utopia Ativa disse...

Anne, só o amor abre as janelas da nossa alma: aspiração vital, respiração eferrvescente, Abraços jorge