quinta-feira, 15 de março de 2012

Flashes


As I sit me down
Beside a solitary tree
I gaze at the clouds
And the hazy dark sea
Which spark images of you.

© Anne M. Moor
Photo: Enkhuizen, Holland

6 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Consegues ver-me sentado no banco?

Ou no cimo da árvore?

Ou nas núvens carregadas?

Claro que consegues! A nossa imaginação é prodigiosa!

Beijo,
António

Tão belas palavras para a favela... as que faltam para oo Sargos!

Anne disse...

António

As palavras para metade do Sargos estão lá no teu FB. Não viste??????

Qto à imaginação... prodigiosa é sim!

beijos
Anne

CameraCruise disse...

Beautiful!

Anne disse...

CameraCruise

Thanks a lot for your visit and your comment. Feel free to wander around the blog.

hugs
Anne

Graça Pereira disse...

Um poema bonito a condizer com a árvore solitária mas cheia de encanto.
Beijo
Graça

Anne disse...

Obrigada Graça pelo carinho...

bjs
Anne